Cogitando um Projeto Handmade

Discussão em 'Amplificadores' iniciado por gsocarvalho, 29/8/12.

  1. gsocarvalho

    gsocarvalho Veterano

    Registro:
    20/8/12
    Mensagens:
    26
    Likes Recebidos:
    1
    Pontos:
    1
    Cidade:
    Rio de Janeiro
    Site:
    José, você pode tirar uma dúvida minha de iniciante?

    Esse trafo da imagem:

    [​IMG]

    São 350-0-350 pra ter na saída 460V depois da retificação ou 175-0-175? Então vou precisar de um trafo de força com secundário de 700V com central tap e outro secundário de 6,3V para os heaters, confere?
    Esse trafo, sendo capaz de 700V/240mA e 6,3V/4A ficaria bem dimensionado?

    Obrigado.
     
  2. jfonseca

    jfonseca Veterano

    Registro:
    1/2/07
    Mensagens:
    1,192
    Likes Recebidos:
    67
    Pontos:
    48
    Cidade:
    Brasília
    Site:
    350 + 350

    Confere.

    Está bem dimensionado. Para os 50 Watts você não vai precisar mais que 150 mA, com 240 mA está com uma margem bem segura.

    Na calefação você vai precisar de uns 3.5 A no máximo, 4 A atende, mas se quiser dar uma margem maior seria bom.

    Abraço.
     
  3. gsocarvalho

    gsocarvalho Veterano

    Registro:
    20/8/12
    Mensagens:
    26
    Likes Recebidos:
    1
    Pontos:
    1
    Cidade:
    Rio de Janeiro
    Site:
    Se não for problema, vou tentando postar o passo a passo, na intenção de que isso possa ajudar alguém que também queira se aventurar numa epopeia semelhante.
    Conforme você fez notar, JFonseca, realmente é melhor uma corrente maior para a calefação. Sendo assim, eu aproveitei e mandei as especificações para a Schatz Transformadores, os quais me responderam de pronto e com total solicitude:
    - Trafo de saída: cópia do Hammond 1650KA - 50W, Primário de 3400 Ohms e Secundários de 0/4/8/16 Ohms.
    - Trafo de força: Primário de 0/127/220V e Secundários 350/0/350V (center tap) @ 250mA e 6,3V @ 5A para a calefação (especificação semelhante ao Hammond 290GX mas com 350V no secundário ao invés de 300V).

    Agora vem a parte chata: obter os componentes (resistores, capacitores, etc, etc.) e, sem dúvida, arcar com essas despesas (risos).

    Hoje eu estava discutindo com meu irmão (outro maluco por eletrônica, embora partidário dos Solid State) sobre a possibilidade de substituir a placa de turrets para a montagem dos componentes. Pensamos em duas possibilidades:
    1 - PCB só com as 'ilhas', isoladas umas das outras e paralelas;
    2 - A antiga 'barra de terminais', usando duas paralelamente, presas a uma placa de material isolante;
    Seja lá como for, quando estiver nessa fase, eu posto uma foto.

    Abraços a todos.

    PS.: Vejo sempre as 12AX7 nos amps com aquele encapsulamento metálico ao redor. Por que usá-lo, por que não usá-lo?
     
  4. jfonseca

    jfonseca Veterano

    Registro:
    1/2/07
    Mensagens:
    1,192
    Likes Recebidos:
    67
    Pontos:
    48
    Cidade:
    Brasília
    Site:
    Olá gsocarvalho, obrigado por compartilhar seu trabalho de pesquisa e o andamento conosco. Com certeza é util sim, a muitos que desejam ingressar nessa jornada! No que souber, e que possa contribuir, estaremos aí para ajudar.

    São blindagens elétrostáticas e eletromagnéticas. O Faraday inventou essas blindagens provando que no interior dessa gaiola os campos externos não atuam. Veja: https://pt.wikipedia.org/wiki/Gaiola_de_Faraday

    Aqui em Brasilia na região central tem a Torre de TV, se o seu amplificador não tiver blindagem e tocar alí perto, simplesmente não vai conseguir tocar ;) ! Alí a radiação eletromagnética é absurda. Toda cidade tem locais assim, então nesses locais é bom ter o amp, e claro a guitarra, bem blindados.
     
  5. gsocarvalho

    gsocarvalho Veterano

    Registro:
    20/8/12
    Mensagens:
    26
    Likes Recebidos:
    1
    Pontos:
    1
    Cidade:
    Rio de Janeiro
    Site:
    Legal, JFonseca. Nunca tinha pensado naquele encapsulamento como uma Gaiola de Faraday. Combinação bacana é a sogra dentro de uma Gaiola de Faraday e uma bobina Tesla bem potente! :D.

    Como solução à falta de turrets aqui no Brasil, encontrei um tutorial razoável ensinando a construção de placas com ilhóses..
    No tutorial, foi usado uma 'fórmica' para revestimento de móveis. Particularmente, acho que usar uma placa de fenolite, tendo retirado completamente a parte acobreada dá um resultado melhor. Além disso, é bom lembrar que os ilhóses devem ser do tipo 'latonado', facilitando a aderência da solda.
    Procurando no mercado livre, é fácil de encontrar alicates para aplicação de ilhoses, eliminando a necessidade da prensa manual.

    Vamo que vamo!
     
  6. fhn_lopes

    fhn_lopes Veterano

    Registro:
    11/7/14
    Mensagens:
    60
    Likes Recebidos:
    6
    Pontos:
    8
    Opa, td bem? Eu tambem estava dando uma olhada nisso e cheguei em 2 materiais distintos mas que estão prontos no mercado, na realidade são bem parecidos. São as placas pré-perfuradas, com e sem 'trilha' para aterramento e com ou sem contato direto na placa. Também vi casos (nao sei se seria a melhor opção, mas para um projeto caseiro de baixo orçamento deve servir) de placas pre perfuradas e arrebites sendo usados como ilhoses. Alguem tem experiência com isso? Pretendo usar placa perfurada para meu projeto, provavelmente a sem contatos/aterramento mesmo.

    Abraço!
     
  7. jfonseca

    jfonseca Veterano

    Registro:
    1/2/07
    Mensagens:
    1,192
    Likes Recebidos:
    67
    Pontos:
    48
    Cidade:
    Brasília
    Site:
    Alguns dos amplificadores handmade mais famosos usam placas pre-perfuradas para construção. Ha alguns anos alguém postou no AmpGarage.com fotos de vários amps Trainwreck onde pode-se ver esse tipo de placa.

    Se encontrar rebites de cobre, pode usar tranquilamente. Tem muitos Giannini e Palmer montados com ilhós ou rebites, só não podem ser os comúns de alumínio.

    O mais importante a ter em mente é que o estanho/chumbo não pode ser a única ligação mecânica dos contatos. Por isso os turrets são melhores que ilhós, porque você pode enrolar o condutor neles, ou colocar no orificio central de forma bem justa, dando uma ligação firme antes mesmo de aplicar a solda. Nos ilhós você puxa o condutor rente à beira, e quem dá a firmeza é basicamente o preenchimento com solda, e isso não é bom porque a função do chumbo não é mecânica, e sim apenas vedar a junção do oxigênio e dar um pouco de firmeza. Então as montagens com turrets são mais robustas e duram mais tempo sem dar problemas.
     
  8. fhn_lopes

    fhn_lopes Veterano

    Registro:
    11/7/14
    Mensagens:
    60
    Likes Recebidos:
    6
    Pontos:
    8
    Ja vi em algum forum tambem o uso de parafusos e porcas. Isso mesmo, vc enrola o condutor do componente no parafuso, atarracha a porca com a mão de maneira que já fica bem firme, depois é só soldar. Meio roots, mas funciona também ahahhaah.
     

Compartilhe esta Página