FAQ Valvulados

Quando preciso ajustar a tensão de bias?

Sempre que trocar as válvulas de potência ou quando muito tempo se passar após o primeiro ajuste de um novo conjunto. As válvulas passam por adaptação após sua instalação, assim como encordoamentos novos para guitarra, e requerem reajuste após um certo tempo. Válvulas de pré-amplificação funcionam com bias "automático" e não precisam de ajustes quando trocadas.

Aprenda a regular a tensão de bias.

Transformador comum ou estabilizador?

Sendo de qualidade, tanto faz. No entanto, a maioria dos estabilizadores vendidos no mercado é de baixa qualidade, por isso costuma-se recomendar o uso de um transformador bem dimensionado, sem o frágil e impreciso circuito regulador normalmente encontrado nos estabilizadores de baixo custo.

Leia mais em "Estabilizadores ou transformadores?"

O que é V1, V2, V3, etc?

Ao lermos o esquema elétrico dos amplificadores valvulados, notamos uma certa ordem na aparição das válvulas no caminho do áudio. A primeira é a V1, a segunda V2, e assim por diante. A V1 é portanto o início da cadeia de amplificação e tem influência sobre todos os outros aspectos do amplificador. Portanto temos normalmente um cuidado maior com a V1, principalmente ao optarmos por válvulas selecionadas e de alta qualidade para esta função.

O que é casamento de impedância?

Todos os circuitos elétricos oferecem alguma dificuldade para o trabalho da energia elétrica. À dificuldade à passagem de energia elétrica damos o nome de impedância. O amplificador não é diferente, e este possui uma certa impedância de entrada, que é a dificuldade oferecida à passagem de energia da guitarra para o amplificador, e possui também uma impedância de saída, que é a respectiva dificuldade da energia de fluir do amplificador para as caixas de som. A máxima transferência de potência entre 2 circuitos acontece quando ambos possuem a mesma impedância. Como a guitarra produz pouca energia, a impedância de entrada é alta, e como normalmente os amplificadores reproduzem níveis maiores de energia, a impedância de saída é menor. "Casamento de impedância", portanto, nada mais é que "encaixar" eletricamente as peças, aquelas que possuem alta impedância devem ir ligadas no circuito respectivo, e aquelas de baixa de acordo.

Que tipos de cuidados especiais preciso ter com o valvulado?

Quase nenhum cuidado que não precise ter com outros equipamentos eletrônicos(não jogue bebidas dentro dele, por exemplo). As válvulas quebram, e podem se soltar, portanto é bom evitar grandes pancadas.

Há um cuidado específico aos valvulados: Jamais tocar o amplificador sem caixas de som conectadas. Uma distinção importante que devemos observar entre valvulados e transistorizados é que o valvulado é mais vulnerável quando tem a saída desligada dos altofalantes(impedância infinita) e os transistorizados são mais vulneráveis a baixas impedâncias(curto-circuito, por exemplo). Em um transistorizado, o pior que se pode fazer é ligar a saída em curto-circuito. Já nos valvulados, o pior seria tocá-lo sem caixas de som ligadas, o que poderia destruir o transformador de saída. Fora esta diferença, que coloca os transistorizados e valvulados em campos perfeitamente opostos, e o já mencionado cuidado com as válvulas durante o transporte, não há cuidados especiais a serem tomados com amplificadores valvulados.

Mas eu lí no forum X que ....

Infelizmente esta é a frase mais falada nas oficinas de técnicos de valvulados de todo o mundo! Porém, devemos ter cuidado com o que lemos na Internet. Usar o standby antes de ligar as válvulas causa diferenças mínimas(eu diria, nenhuma na prática) na preservação do catodo e filamentos da válvula. As válvulas não são frágeis, na verdade a maioria das válvulas já teve aplicações em aviões e equipamentos militares feitos para sobreviver à guerra. Os transistores são muito mais frágeis que as válvulas, porém o fato das mais comuns em amps valvulados serem construídas de vidro obviamente requer cuidado com a integridade física das mesmas. Eletricamente são muito mais robustas que transistores e não exigem estabilizadores elétricos, uso do standby(a não ser para desligar o audio). Tampouco é preciso esperar 30 minutos antes de tocar o amp, nem é preciso aguardar para esfriar as válvulas antes do transporte. Esta última "lenda" foi perpetuada em diversos fóruns e sequer tem sentido lógico: durante o funcionamento de um amplificador combo, por exemplo, as válvulas encontram-se dentro do gabinete acústico vibrando muito mais intensamente que em qualquer momento durante o transporte, e neste periodo encontram-se na temperatura máxima, tendo os filamentos incandescentes. Nos palcos e studios as válvulas vibram encima de caixas de 100 Watts ou mais, e neste momento encontram-se com os filamentos incandescentes. Aguardar para resfriar antes do transporte não tem qualquer sentido. Existem diversas outras lendas perpetuadas através do famoso telefone sem fio!

Qual a manutenção periódica que o amp requer?

Valvulados exigem a troca de válvulas periodicamente. Válvulas de pré podem durar entre 4000 a 10000 horas, válvulas de potência duram entre 1000 e 4000 horas em média. Alguns conjuntos duram décadas, outros podem apresentar defeito rapidamente. Essa durabilidade depende de muitos fatores, entre eles o cuidado no armazenamento, qualidade do lote de produção e qualidade dos materiais empregados. Potênciometros sofrem desgaste, em especial aqueles de baixa qualidade sendo utilizados em montagens atuais. Capacitores eletrolíticos deterioram com o tempo e possivelmente são o componente mais fácil de se trocar para melhorar a performance de um valvulado.

O que é o ajuste de bias?

Todas as válvulas(e transistores) exigem uma polarização, ou ponto de funcionamento, para efetuarem seu trabalho como originalmente previsto. Como não trocamos transistores se não apresentarem defeito, esse assunto surge apenas no contexto de valvulados. Válvulas são componentes construidos mecânicamente e pequenas alterações nos materiais e na construção das válvulas causam variações no comportamento do circuito. Assim, diferentes válvulas exigem polarização diferente para o circuito comportar-se como originalmente planejado. Essa polarização é chamada regulagem de bias. Sempre que trocar as válvulas de potência é preciso regular a tensão de bias.

Preciso de aterramento para meu valvulado?

Na verdade todos os equipamentos elétricos usados pelo músico precisam de aterramento. A energia fornecida pelas concessionárias é literalmente referenciada na Terra(o solo do planeta Terra). O aterramento nada mais é que um circuito ligado diretamente à Terra, como o nome já sugere. No caso de ocorrer uma situação de desequilibrio ou descargas espúrias, a energia flui para o interior da terra no lugar de afetar o músico e outros aparelhos conexos. Os valvulados funcionam com altas tensões, mas nos amplificadores bem construidos estas voltagens são bem isoladas da rede pública e do músico. Porém, é sempre importante possuir aterramento adequado em todas as instalações, palcos, studios e assim por diante.

Posso usar um autotransformador para a saída de meu projeto?

Não, de maneira nenhuma. O transformador de saída cumpre duas funções: isola o alto potencial DC do primário dos altofalantes, e também casa a impedância das válvulas de saída para os mesmos. O autotransformador pode cumprir parte desta função, realizando o casamento de impedância, porém não impede que o alto potencial DC passe para as caixas externas, configurando um grande perigo, além de poder danificá-las caso um dos polos se encontre referenciado ao terra do circuito(como normalmente ocorre).

Comprei um kit Ceriatone e preciso de ajuda para montar.

Fale conosco através do Facebook, nosso fórum ou entre em contato com nossos amigos e técnicos profissionais que poderão lhe ajudar melhor.

Que projeto você recomenda para começar a aprender a montagem de valvulados?

Recomendo adquirir um valvulado antigo a baixo preço e buscar reformá-lo. Uma vez tendo o amp funcionando, este pode ser modificado e adequado a sua preferência. A experiência modificando e adaptando amps se converterá em conhecimento fundamental para construir seus próprios amps. Ao modificar um amp existente, o técnico novato ganha experiência rapidamente por já possuir um chassi, estrutura básica, esquema eletrônica e uma "plataforma" sobre a qual pode inovar.

Quem fabrica válvulas na atualidade?

Há poucas fábricas de válvulas de audio na atualidade. A grande maioria tem origem na China e na Russia. No entanto, há produção atual na República Checa e nos Estados Unidos. Na China há diversas fábricas as quais se encontram agrupadas sob poucas marcas como Sino ou Shuguang. Normalmente as válvulas chinesas tem seu nome removido e levam a logomarca de fabricantes populares de amplificadores. Na República Checa a marca JJ é a mais conhecida, a qual utiliza as máquinas das extintas fábricas coletivas soviéticas, a mais popular sendo a Tesla. Durante os anos 1990 e 2000 houve uma grande fusão de marcas na Russia, encabeçadas por investidores norte-americanos. A maior parte da fabricação de válvulas na Rússia atual vem da empresa New Sensor, proprietária das marcas Electro-Harmonix, Sovtek, Svetlana, Golden Lion, Mullard, Tung-Sol entre outras. As válvulas New Sensor são fabricadas na cidade de Saratov. As válvulas Winged-C, antigas Svetlana, são produzidas em São Petersburgo por outra empresa.

Veja também a reportagem "From Russia With Dread"

O que é um amp de handmaker ou amp handmade? Compensa comprar?

São amplificadores construidos artesanalmente, a mão("hand made"). Normalmente levam o nome de um indivíduo, o qual chamam de "handmaker". Se compensa ou não comprar depende de seu gosto musical e opinião sobre os produtos de determinado handmaker. Via de regra, quando são apenas meras cópias dos originais, resultam em produtos inferiores aos copiados(ressalto: com exceções). Já os amplificadores feitos a mão podem oferecer melhorias e modificações especiais que só podem originar em amplificadores personalizados, nesses casos os handmades são uma ótima escolha.

O que é um amp de boutique?

São amplificadores construidos sob especificações especiais, sem submeter-se a exigências do mercado. Normalmente são edições limitadas ou peças únicas. Amplificadores Dumble e Trainwreck são amplificadores de boutique, já Marshall e Fender são populares, para citar alguns exemplos.

Quanto tempo duram as válvulas?

Essa informação varia bastante. Como faixa de estimativa, em torno de 1000 a 2000 horas para válvulas de potência, 5000 a 10000 horas para válvulas de pré. Como pode notar-se, são faixas genéricas, apenas para servir de estimativa. Há válvulas que duram 10 anos, outras duram 2 semanas.

Tem marcas melhores e piores de válvulas?

Sim. Não só existem marcas melhores e piores, como lotes de válvulas da mesma marca. Confira nossos comentários sobre as diversas marcas de válvulas atuais.

É preconceito ou capacitores asiáticos são realmente inferiores?

Infelizmente não é apenas preconceito. Durante bastante tempo os capacitores fabricados em Taiwan, China e Coréia apresentaram defeitos constantes, dando-lhes a fama atual.
Leia mais em "Capacitor Plague"[Link em Inglês]

Tem uma dúvida que não foi abordada aqui?

Visite nosso forum de amplificadores valvulados. Conheça também o livro Amplificadores Valvulados para Guitarra Elétrica, onde são abordados diversos outros temas sobre amplificação para guitarra.