Tipos de gabinetes acústicos

Vimos, então, que a amplificação de guitarra trabalha essencialmente a faixa de frequências aproximadamente entre 82 Hz a 1200 Hz. Assim, os gabinetes de guitarra possuem arquitetura específica para a reproduçao de tons médios e graves.

Um estudo aprofundado da acústica foge ao escopo de nosso texto. No entanto, aqueles que buscam produzir caixas de áudio de padrão profissional ou realizar sonorização profissional de ambientes devem buscar textos específicos a exemplo de (EVEREST. Master Handbook of Acoustics. 2001).

Nos amplificadores para guitarra encontramos basicamente dois tipos de gabinetes acústicos: aqueles selados e os abertos.

Os gabinetes selados oferecem aos alto-falantes um volume finito de ar para trabalho. Isto limita a movimentação do alto-falante ao volume disponível. No entanto, não há projeção contrária de pressão sonora. Toda a movimentação de ar se dá apenas pela parte frontal da caixa. Caixas seladas possuem, portanto, um timbre mais “contido”, os graves tendem a ser bem definidos e os agudos, de certa forma, comprimidos. A Marshall produz as famosas caixas seladas de 4×12”, talvez os gabinetes da maior sucesso comercial da história da guitarra (DOYLE. 1993. p. 90).

O segundo tipo de gabinete é aquele que possui abertura na parte traseira do amplificador, ou seja, as caixas abertas. Nesse sistema existe grande projeção sonora nos dois sentidos da caixa acústica. A projeção a partir da parte traseira pode ser aproveitada, colocando-se o amplificador contra uma esquina entre duas paredes, por exemplo. No entanto, não havendo colocação especial do gabinete, lóbulos laterais das ondas dos tons mais graves encontrarão necessariamente sua contrapartida emanada pela parte frontal e haverá algum cancelamento de fase. Por isso os gabinetes abertos possuem tons graves menos acentuados e os tons agudos são percebidos com mais intensidade. Alguns músicos descrevem essa característica subjetivamente como “timbre mais brilhante ou estalado”. A maioria dos amplificadores do tipo “combo” ou “cubo” possuem gabinetes abertos, os quais os músicos usam para carregar cabos e pedais de efeitos.

Nas caixas abertas, os alto-falantes possuem infinito volume de ar para trabalho, por isso são também chamadas de “caixas de volume infinito” ou “infinite baffle” na terminologia inglesa.

É possível combinar os dois tipos de gabinetes nas famosas “pilhas”, ou “stacks”, obtendo-se um efeito combinado destes dois tipos de caixas.